Já há algum tempo que pretendia criar o meu blog, que no fundo é o meu espaço onde posso dasabafar um pouco e dar a conhecer um pouco de mim aos que passarem por aqui... Tudo o que for publicado aqui faz parte de mim e de como sou... Beijinhos
Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006
“É melhor viver uma vida completa, do que duas incompletas”
Uma frase ouvida por acaso, mas quer diz tudo e de uma forma tão simples e completa. Hoje senti a ter as duas vidas e nas duas delas falta algo. Uma sou eu normal, no meu dia a dia, com os amigos, com o namorado, com a família. E outra com o AJ. Não resisti, não aguentei mais sem o ver, sem o sentir, sem lhe tocar. Queria sentir-me livre outra vez, sem barreiras e limitações. Gosto do meu namorado é uma pessoa fantástica, mas em termos de sexo eu preciso de alguém que me complete e que me deixe completamente fora do controle….
            A frase “O entendimento encontra-se na cama” não se aplica na minha relação, mas fora dela. É estúpido dizer isso, mas mais estúpido acabar por causa do mau sexo. Com o Aj, sinto-me viva, desejada, cheia de energia. Sei que ele é um homem impossível de prender e de ter, está apenas de passagem pela minha vida. Um pouco ali, um pouco aqui e eu fico satisfeita e feliz. E continuo bem com o resto, até sorrio mais quando me levanto da cama no dia seguinte. Mas sem stress, relaxada e pronta para o que vier a seguir. Faz-me esquecer a realidade por breves, mas bons, momentos. Mas por outro lado, sinto-me presa a ele, aguento até onde der e quando não dá mais, acabo por ceder e ir em frente. Mas fiquei triste em saber que está a pensar em ir para fora depois de um ano. Sabia que um dia ia acontecer, ele sempre foi uma pessoa ambiciosa. Mas não pensei que fosse tão cedo. A pergunta não me deixa:” O que é que eu faço sem um contacto dele, o mínimo que seja?”. Por que é que a vida é complicada? E se fosse mesmo preciso escolher, qual é a vida que eu escolheria?
            Uma vida insegura e feliz ou uma segura mas não completa de felicidade. Somos nós que escolhemos a felicidade, basta saber onde ela se encontra. E quando sabermos, vamos sempre atrás dela? E se não porquê? Qual é a lógica da vida se não fomos felizes? Qual é o sentido? Supostamente se vivemos é para procurarmos o nosso bem-estar e a nossa alegria. Mas porque é que as vezes custa tanto a atingi-los?

sinto-me: Feliz e não arrependida....

publicado por Dyan às 01:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006
AJ - Um segredo apenas meu...
Criei este blog com o propósito de ser sincera comigo e admitir coisas a quem nunca contei nada. Este seria o meu confessionário. Mas não tenho cumprido a minha palavra. Há um a parte da minha vida que nunca cheguei a contar. Uma parte muito importante.
            Porquê? Por vergonha – seria a resposta mais correcta e sincera que eu poderia dar. Mas fui que quis seguir em frente e nunca me importei como as coisas procediam. Para mim até um certo ponto foi sempre excitante. Nunca teria tocado no assunto se não fosse o facto da situação poder voltar a acontecer
            Conheci o A.J. (é assim que eu vou trata-lo aqui) há 2 anos e meio. Logo da primeira vez que nos envolvemos ele não veio com conversas meigas para me cativar. Simplesmente mostrou como era na parte de desejo e prazer. Um ordinário. É como o definiria, mas cada vez que ele me provocava, através dos seus palavrões e das fantasias loucas e mais que ousadas. Eu ficava cada vez mais interessada nele. Apesar disso o que tínhamos não podia ser definido como um namoro ou se quer uma curte. Apenas aproveitamos os bons momentos que podíamos passar. Eu aproveitava para e me sentir melhor e sentir-me diferente. Sempre um ser diferente do habitual que estava com ele. Mas era muito raro estarmos juntos, falávamos, encontrávamo-nos e depois ele deixava de me dar noticias. Eu também deixava de me ralar, já o conheci o suficiente para saber como era.
            Desta vez fui eu que me lembrei dele. Ao andar no hi5, lembrei e de procurar pelo seu nome. Já há algum tempo que não tinha notícias dele, sabia que no verão tinha ido para o Algarve, trabalhar numa das discotecas, ele é bartender. E realmente a minha procura deu resultado. Acrescentei-o como amigo, para ver o k é k dava. Ele adicionou-me e no dia seguinte já me estava a mandar mensagens. E eu não resisti a responder.
 
Antes de descrever a conversa, devo avisar que o que se segue é um pouco forte e contem linguagem obscena. Quem pode ficar incomodado com esses tipo de carácter linguístico não prossiga a leitura.
 
 
AJ: Oi grossa, tudo bem?
Dyan: Sim e contigo?
Aj: Para a semana já devo estar por ai. Estas preparada para fazer grandes maratonas de mamada e foda neste caralhau?
Dyan: sim lindo… estou desejosa… tenho saudades do teu pau bem teso… quem é a tua putinha, quem é?..
Aj: Tu!! Vais querer que te foda com muita força é? Comendo-te essa boca, rata e cu a bruta e exporrando-te toda?....
Dyan: Vou sim… estou ansiosa e tu sabes disso.. a tua putinha portou-se muito mal e precisa de um castigo…. Estou com saudades da tua exporra na minha boca…
Aj: Qual é o teu horário?
Dyan: (disse-lhe que era o mesmo do ano passado)
Aj: Isso quer dizer que na tua hora de almoço mamas neste caralhau e quando saíres levas com ele. E na tua tarde livre vamos foder tarde toda...
Dyan: humm… Quero ver isso… por mim seria fantástico... tenho muitas saudades para matar, da tua verga bem tesa… mas quero mesmo ver se vai ser assim…
Aj: Depois vês! Vais mamar todos os dias putinha?
Dyan: claro que vou. Sabes que eu adoro o teu leitinho a escorrer pela minha garganta a baixo…. É bem quentinho… E quero que me fodas todinha, todos os dias… Vias fazer isso tesudo?..
Aj: Sim… todos os dias… vais ver o que é foder todos os dias putinha! Engolir a exporra todos os dias, ser uma verdadeira puta todos os dias queres é?...
Dyan: quero sim e muito… Quer que me ponha de joelhos e te suplique pelo teu caralhau na miha boca… Quero que me fodas com força e a bruta… isso deixa-te com tesão grosso?..
Aj: Muita já estou com ele na mão…
Dyan: O teu pau é bem grosso e teso como sempre lindo?
Aj: Sabes que sim, bem grande…gostas de te engasgares com ele não é puta?
Dyan: Gosto sim… gosto de sentir o teu leitinho a escorrer pela minha boca e garganta… é tão quentinha… Diz-me tudo que queres fazer comigo… conta-me
Aj: 1º de te ver a mamar a grande neste caralhau, durante muito tempo. Depois se tiveres rapadinha como sempre, agarrava-me a tua rata e lambia-a toda enfiando os meus dedos. Fazendo-te vir muitas vezes na minha boca. Depois levavas com ele todo lá dentro, bem fundo, como nunca te foderam ou irão foder. Fodiamos de todas as maneiras, fazendo-te ir muitas vezes. Já estou a imaginar essa bem apertadinha com o meu caralhau lá dentro a ficar toda húmida ao vires-te. Depois de acabar passava um belo gel no teu rabo e fodia-to todo até te vires e não poderes mais, depois tirava o meu caralhau e mamavas nele até eu me exporrar todo!!
Dyan: Isso mesmo meu grosso!! É disso que eu gosto… e bem sabes. Sabes bem como me deixar bem tesa. A minha coninha está a ficar bem inchada e cheia de desejo… Quero que me fodas o meu cuzinho todo.. humm..
Aj: Putinha tesuda! Vou-me vir agora!
Dyan: Isso mesmo vem-te todo e pensar em mim…
Aj: Ah e vamos filmar todas as nossas fodas!
Dyan: Isso eu já não sei…
Aj: Ñ refila putinha!
Dyan: Não estou a refilar apenas a dizer que não sei…
Nesse dia a nossa conversa acabou por aqui... mas logo no dia seguinte ele voltou a contactar-me... Mas isso eu vou ter de contar depois...

sinto-me: sexy...

publicado por Dyan às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 1 de Outubro de 2006
OLÁ!! VOLTEI... (* *,)

Olá a todos… tenho andado desaparecida, mas desde que começaram as ferias de verão muita coisa mudou na minha vida. Aprendi coisas novas e consegui renascer por um lado. Comecei a namorar. Sim, eu que dizia que nunca mais me metia em aventuras desse genro. Mas a vida é assim, dá muitas voltas. Eu precisava de alguém ao meu lado com quem me sentisse bem e que gostasse de mim para poder continuar seguir em frente. Pode estúpido o que estou a dizer, mas foi assim que me senti há uns meses atrás, sozinha. E apesar dos amigos que tenha ao meu lado e com quem possa sair para ir beber uns copos, sentia uma profunda solidão. Admito que este não é o amor pelo qual eu sempre esperei e que me fizesse pular o meu coração e que perturbasse a minha respiração, mas ele faz me sentir bem e eu tento responder-lhe como posso ao seu sentimento por mim.

            Por vezes pergunto-me: será que na vida nós temos apenas um verdadeiro amor? Então e os outros acabam por ser o que é? Talvez seja simplesmente isso, uma amizade complexa, íntima e mais forte entre um homem e uma mulher. Onde um apoia o outro e assim vão seguindo juntos. Até quando? Até onde der, até onde conseguirem fingir que um ama o outro. Pois por um lado é isso que eu sento, que estou a fingir que gosto dele como ele gosta de mim. Sei que ele me ama, pois já mo disse, não lhe consegui responder da mesma forma, limitei-me a abraça-lo e dar-lhe um beijo.

            Quando ele nos meus olhos e diz-me que não me quer perder, digo que não podemos prever o futuro. Fica em baixo, consegui ver isso na sua expressão. Mas eu não posso iludi-lo em tudo. Há que estarmos preparados para tudo. E nós não sabemos mesmo o futuro. Talvez até fiquemos juntos, talvez não. Começamos a namorar depressa, fizemos há pouco tempo 2 meses. Mas ainda temos muitas coisas para descobrir um do outro.


sinto-me: Tenho de ir bulir.. ki seca!!!

publicado por Dyan às 12:45
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 30 de Junho de 2006
Eu sou tão kido..

Eu adoro gatos e não podia deixar de por esta imagem aki.. Afinal como um ar desses a kem não dá vontade de agarrar num bicho desses?... lol

"São tão queridos k até metem raiva", como diria uma colega minha... Não compreendo pk...


sinto-me:
tags: , , ,

publicado por Dyan às 14:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Junho de 2006
Pk é k tem de ser assim?....

26 de Junho de 2006

 

Pensei que seria mais difícil olhar para o Tiago depois do que aconteceu, mas até não foi. Pelo menos não foi tão mau como eu estava a espera. Só não consegui perceber porque é que teve de ser assim. O porquê de tudo isso? Custa-me admitir isso mas sinto falta dele… mas também não sei o que consegui ver de bom nele. Tornou-se mais atraente, amadureceu desde altura em que andamos, mas agora tornou-se como os outros. Antes era carinhoso, um rapaz as direitas… ou talvez eu nunca o conheci bem… Por um lado senti um desprezo por ele, mas por outro quando olho para ele apetece-me ir ter com ele… E depois ele tem aquele olhar que nos cativa e toca… Estou tão confusa. Porque é que as coisas não são simples?..

Hoje....                                                                                                           
Em primeiro lugar queria agredecer pelos comontarios, não espera ter resposta tão cedo, a sério pessoal... Muito bigada.. Em relação ao Tiago... Bem as coisas evoluiram mas para pior... Deixei de falar para ele.. Pk? Bem, para além do k já aconteceu houve mais uma pequena confusão. K é do tipo, ele tinha um dvd k tinhamos gravado na brincadeira onde estamos os dois e quando lhe pedi o dvd, depois de andar uma semana inteira a dizer k se tinha eskecido (e mandava-lha mensagens todos os dias para trazer) ontem disse que não havia dvd para ninguém... Fikei mt lixada pois já tinhamos falado sobre isso e tinhamos combinado que ele depois me entregava o dvd. Mas o k mais me lixou é k ele me fez jurar pela minha irmã que eu não mostrava isso a ninguém, e eu jurei e no final das contas a minha jura não significou nada para ele. Como é possivel? Eu não faço esse tipo de juras por fazer. A minha mana tem 1 mês e se há coisas que eu amo nesse mundo é a minha pequena... Ainda por cima deu a a entender que ele tinha se livrado do dvd que tinha. Sim, claro e eu nasci ontem, entã não?...

Doi tanto olhar para ele... eu keria tanto eskecer isso tudo... Mas é tão dificel vendo-o todos os dias, convivendo com ele o meu dia-a-dia... Hoje pediu-me desculpa por causa do dvd, disse "posso não ter perdão, mas peço desculpa", não lhe respondi a isso... Não gosto nada de estar assim com uma pessoa. De evitar de lhe falar, mas eu errei e ele também não procedeu de forma correcta e já me magou muito e lá no fundo não me apetece mesmo nada falar com ele...

E com isso tudo como se não bastasse ainda por cima estou doente... Ontem mal me aguentava nas aulas, mas também não me apetecia ir para casa...

Eskeci-me de contar uma coisa, no sabado fui sair e no final da noite estava kentinha e na companhia de um amigo meu, que por acaso era o mesmo com quem tinha falado sobre o Tiago e que me ajudou... E no final acabamos por kurtir, mas no final eu disse-lhe que não o querioa magoar... Não keria k acontecesse o mesmo que aconteceu com o Tiago..

Não sei expklicar bem pk é k acontecu, talvez pk já estava mais para lá do k para cá e juntando isso com o facto dele me ter ajudado, preocupou-se comigo e mostrou-se carinhoso comigo.. Mas desde de que aconteceu não mudou nada entre nós, continuamos amigos e na boa... Não foi nada de especial e por mais k eu kizesse não me fez eskecer o k aconteceu com o Tiago...



publicado por Dyan às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Há Sempre Milagres

Mas afinal como é possível ser contra as plásticas?...

Muitas pessoas são contra a beleza "artificial", mas knd é para apreciar isso já deixa de importa. E até percebemos pk.. As operações fazem milagres... lol..

Hoje a beleza e a perfeição dominam o mundo ker keiramos ou não admitir e não importa como é k atingimos isso... ~

Mas afinal kual das Cameron é k preferem?... 


sinto-me:

publicado por Dyan às 09:26
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 26 de Junho de 2006
Alguém que eu pensava ser especial…

 

Por vezes quando nos sentimos muito sozinhas qualquer gesto amável, atencioso ou carinhoso que venha de outra pessoa pode fazer-nos sentir-nos viva e um pouco desejada. Mais ainda quando esse mesmo gesto venha de uma pessoa amiga e que seja atraente. Aconteceu-me isso mesmo há pouco tempo.

Já há muito tempo que não andava com ninguém, evitava ao máximo envolver-me com alguém. Isso porque há 8 meses atrás tinha perdido o meu namorado, morreu num acidente de mota. Eu gostava mesmo dele, mas nada era simples para nós e quando ele morreu, eu também tinha perdido a vontade de viver ou de fazer seja o que for. No entanto com o tempo aprendi a viver com isso e ultrapassei pouco há pouco. Não foi fácil, nem esqueci o que aconteceu. A Morte de alguém que amamos ou gostamos mesmo é sempre difícil. Mas eu tinha conseguido seguir a minha vida e estava a recuperar um pouco de mim.

Depois de 8 meses um colega meu começou a aproximar-se de mim e eu gostei da atenção que recebia pela parte dele. Já nos conhecíamos há algum tempo e chagamos a namorar há 2 anos atrás, mas não durou muito e acabamos por ficar amigos. Entretanto quando eu percebi que desta vez podia haver mais alguma coisa do que uma simples amizade, avisei-o que se acontecesse mesmo alguma coisa entre nós eu não cria sair magoada no final. Mas como é lógico, e como sempre acontece, no final eu é que me lixei.

No início tudo é bom. Cada toque, cada gesto, cada palavra… Tudo era perfeito e pela primeira vez em muito tempo eu sentia-me muito bem e tinha um pouco de paz de espírito. E quando estava com ele sentia-me feliz, a vontade e queria que o tempo parasse… Juntos partilhamos bons momentos. E eu via e sabia que ele também gostava de estar comigo, ele próprio admitia isso. Também é verdade que desde o início que tínhamos combinado que não havia nenhum compromisso entre nós. Até porque o namoro dele com outra rapariga tinha acabado há pouco tempo e ele não queria envolver-se com ninguém a sério. Mas eu iludo-me muito. Pensei que para além dos momentos partilhados e com a amizade que havia entre nós ele não estaria apenas a brincar comigo. Enganei-me. Na escola quase já não me ligava, quando comecei a dizer-lhe isso a resposta que recebia é que ele não era obrigado estar com a mesma disposição todos os dias. A melhor foi de que não era obrigado estar comigo todos os dias, aí eu percebi que havia qualquer coisa diferente. Antes, mesmo nas aulas havia momentos em que eu me aproximava dele ou ele de mim e trocávamos um beijo discreto ou apenas uma carícia. Quis me afastar dele, mas não consegui. Quando tente aproximar-me outra vez já não me ligou nenhuma… No final do dia vi-o a falar com uma rapariga da minha escola e depois estavam a trocar os números. Falei com um amigo meu que também é amigo dele e este confirmou. Ele estava interessado na rapariga, não para namorar mas ia curtir com ela. Como é lógico!! Esse meu amigo, disse que eu tinha 2 hipóteses: ou lutava por ele(o que sinceramente ele não me recomendava) ou então ultrapassava isso (pois se ele fosse o tal havia de voltar para mim). ms depois de tudo eu é que já não quero saber dele. Lutar por uma pessoa que me usou e nada mais? Não muito obrigada…

Senti e ainda sinto-me tão mal com o que aconteceu. Porque é que tinha de ser assim? Se queria ir apenas pá cama com uma gaja porque é que tinha de ser eu? Ele sabia que eu já tinha passado por muito, porque é que tinha de me fazer uma coisa dessas? Agora só de olhar para ele sinto-me em baixo, sinto-me tão mal. É claro que tínhamos combinado que não havia compromisso… até porque enquanto nós ainda tínhamos alguma coisa, ele tinha curtido com 2 raparigas… Tínhamos combinado contar um ao outros quando acontecesse alguma coisa com outras pessoas… Eu também tinha curtido com outra pessoa numa festa… E quando lhe contei ele disse a rir que não queria que eu o deixasse… Pode ter sido na brincadeira, mas talvez lá bem no fundo estaria a ser um pouco sincero. E agora? Quem é que deixou quem?... E será que valeu a pena estragar uma amizade por uns momentos de prazer? Mas também admito que nunca esperei uma atitude dessas de um amigo… Sei que tenho parte de culpa nisso, pois deixei que as coisas acontecessem e não pensei bem nas consequências que isso podia trazer para mim.

Porque é que para os gajos as coisas são tão simples e tão fáceis?... Por que é que nós raparigas preferimos iludir-nos as vezes e deixarmo-nos viver um pouco dessa ilusão em vez de aceitar as coisas como elas realmente são? É o que eu sempre disse e agora confirmo “Quem não sabe jogar a esses jogos sai sempre magoado”… O que me mete mais raiva é que eu sei, que daqui á algum tempo isso vai-me passar e não vai ser mais nada que uma recordação, um pouco desagradável mas que sérvio para eu aprender uma lição… Mas então e até lá?... Até lá é tentar ocupar a minha cabeça com outras coisas…

 


sinto-me: TISTE.....

publicado por Dyan às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

“É melhor viver uma vida ...

AJ - Um segredo apenas me...

OLÁ!! VOLTEI... (* *,)

Eu sou tão kido..

Pk é k tem de ser assim?....

Há Sempre Milagres

Alguém que eu pensava ser...

arquivos

Dezembro 2006

Outubro 2006

Junho 2006

tags

todas as tags

as minhas fotos
Seria uma coisa bem feita, ahhh?... hehehe
Por vezes basta um simples olhar...
Deixem-me sonhar um pouco...
subscrever feeds